quinta-feira, 17 de agosto de 2017

LIVRO (continuação) pag. 11

P ro` o que  me deu  agora... Ao iniciar,  esta  manhã, (17/08/2017)  e ao começar a dar "porrada" nas  letras do teclado, do computador,  reparo que na  minha mão esquerda, algo de " esquisito" tinha surgido... e, então,  vejam no que  me passou pela "tola"...


Palma da mão esquerda ( actual)- 90 anos-.

 No quarto dedo, a contar da esquerda, e por baixo  da  palma da mão esquerda,  hão de notar, onde está  tracejado,   o que foi , na minha infância,  um golpe (corte) sofrido, que foi   provocado, infantil- mente,   através  de uma afiada faca, com  um centímetro ( mais ou menos),   sobre a pele.  Pois, este golpe, persiste  desde a minha infância, nesta palma da mão,  já devidamente curado., desde os meus 2/3 anos de idade, e, como se pode observar,  está   permanecendo ,  ainda bem visível, , apesar de, dentro em breve,  vir a ser eleito um grisalho  BISAVÔ  com 90 anos de idade.

Foi em  Cabinda, onde, com os  meus  Falecidos e queridos Pais, vivia, então,   a norte de Angola,  que o acidente acontecera . Ainda  me lembro,  terem--me socorrido, logo após  a aflitiva  situação que criara,  pois o sangue começara a escorrer  pela minha  mãosita   abaixo.,

Eu, Armando,  quando em Cabinda,  quiz ser . bebé -.. analista "...






O  "Mandinho"... em Cabinda.
Mas, agora,  que espera vir a ser , em breve um  excelente  BISAVÕ,.  aos 90 anos de idade..

.
Cést la vie...

(continua)

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

LIVRO (Continuação) pag. 10.

15 DE AGOSTO - SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO  DA VIRGEM  MARIA  CELEBRADA  EM
                                
                                                     FÁTIMA,

                       Esta estatueta,   de Nossa Senhora de Fátima, esteve  completamente  destruída  durante cerca de 90 anos,  devido a  uma  queda acidental, em Angola.. Foi recentemente reconstruida, aqui em Portugal,( Olhão) ,  por Pessoa  com a capacitada de o fazer.  Foi um milagre...

**********************************************************************************

Este "Velho do Restelo Grisalho" que vos escreve,  completará ,  brevemente,  uma existência de vida, neste Globo Terrestre,   de  90  anos,  e, se Deus quiser, virá a ser   BISAVÕ,  como prémio  oferecido  por  uma das suas  queridas Nétinhas.  Se ainda fosse viva. a minha saudosa Mulher ( Alvarina Teresa, )  viria,  igualmente, a ser  eleita   BISAVÓ...

A saudosa e  muito querida Alvarina, fotografando a sua irmã, Francelina....
***************************************************************************************
 Em Angola, depois  de ter  concluído  o meu   Curso Comercial,    exerci   grande actividade, tralhando , exemplarmente, em Empresas de elevado  Capital, onde  executei  funções de grande responsabilidade,  em matéria  administrativa,  bem   como a  de chefia   contabilística, (documentalmente comprovado),  tendo,   na  data   da independencia de Angola, adoecido  gravemente,  por ter  chegado quase que a uma cegueira.  Tive que socorrer-me, por falta de  médicos, na data,  a tratamentos especializados só  em  hospitais   em  Lisboa.

Fui, pela direcção bancária, na data, ao cuidada  de um Governo de Transição, Dr. Sauídy Mingas,  no Banco Totta-Standard, de Angola em que estava trabalhando,  como Chefe da Contabilidade autorizado  a    deslocar-me  a Portugal, para tratamentos.  Depois  de ter recuperado,  da doença de que fui, inesperadamente  atacado,  tentei regressar a  Angola,,, mas... foi esta a resposta que recebi, do ex-Banco.
                          ( a minha oferta de trabalho não foi aceite ). !...




Isto depois de um profunda actividade laboral   exercida em Angola, durante muitos anos,  sempre com honestidade e comportamentos exemplares, sempre reconhecidos, como aliás comprovam  cartas que me eram dirigidas, em resposta  aos  meus pedidos de despedimento, contendo sempre, todas  elas,  declarações   sobre  minha elevada colaboração,  sempre conduzida com  êxito, honradez,  e competência profissional.  Eis algumas, que ainda mantenho guardadas...









                                                         **********************

 Em  Portugal, tendo , após o "exílio" forçado a que fui submetido, e em consequência da "Exemplar Descolonização", ainda exerci certos cargos laborais em determinadas Empresas, sediada em Lisboa,  Porto e Faro,   sempre a contento dos respectivos Proprietários.  Acabei, devido a desconjunturas  em  certa medida  de índole pessoal, pois  sempre existiram pessoas invejosas, e incompetentes, com quem por vezes  somos obrigados  lidar ....que nos complicam a vida !.....

Fui,  dadas as  condições, posteriores,   de índole  proveniente da situação de saúde,   colocado na situação de Reformado Bancário, com direito a uma  simples   pensão de  reforma,   equivalente ao salário  mínimo   e ao que recebe um Aprendiz da Banca. - nível de Admissão na Banca.  Não aufiro mais nenhuma pensão ou qualquer  outro  rendimento  monetário.

************************************************************************************

                                                    Legislação , parte fotocopiada...





                                                           *****************



Carta que me foi dirigida, pela Segurança Social  ISS,  da qual reproduzo parte do seu texto..

 "Assunto:  Aumento extraordinário de pensões - agosto 2017.

O Orçamento do Estado para 2017 prevê um aumento extraordinário de pensões a partir de agosto, como forma de compensar a perda do poder de compra dos pensionistas entre 2011 e 2015..

O que vai mudar para si  a partir de agosto de 2017 ? 

 A partir de agosto de 2017, o valor total que recebe de pensões será aumentado.  Irá receber um aumento de seis euros em felação ao valor de pensão (ou pensões) que recebia em dezembro de 2016..
Assim  tendo em conta o valor da actualização da sua pensão  (ou pensões) em janeiro de 2017,  a partir de agosto de 2017, passará a receber  da Segurança Social  mais 5,21 euros por mês. "

É com toda a gratidão , e respeito,  que agradeço a cortesia  desta missiva,  subscrita pela Directoria de Seguranças Social do CNP, Exma Senhora Doutora,  Maria Amélia Santos.


Como  frisei  no inicio deste blog, vim de África,  Angola,  na  altura em que se deu a Independência da terra que me viu nascer.- Luanda.

Após várias e turbulentas discussões,  que na data se  reproduziam,  face as dramáticas  injustiças que se praticaram  para com os   chamados  "Retornados", que vieram do Ultramar sem nada daquilo que adquiriram   com o produto do  seu honesto  trabalho, e por um Despacho Ministerial, acabei  por   ser  integrado no quadro de Pessoal  do Banco Pinto & Sotto Mayor,  e posteriormente  REFORMADO    pelo  Banco Português ,  MILLENNIUM  , BCP,    auferindo  o direito a uma pensão de reforma mínima  no sector bancário..  E é a única pensão de que sobrevivo,   após  tanto trabalho,  honesto e produtivo,  que exerci durante anos, e anos,  enquanto tive saúde e talento ....

Mas... ( há sempre um "mas" a escangalhar as coisas boas....  Então  a subida de 1 €  ( um euro)  a um pensionista Sénior é justiça, ou humilhação ?1...


 E se ainda fosse vivo,  até Salazar se  ria de tanta  nobreza...

                                   Que Nossa Senhora nos proteja no que considero ser  um insulto...


E com franqueza....


                           Perdõem-me   a  sinceridade, mas considero uma "ofensa"   o pagamento de  1 € ( um euro)   de  aumento  a uma pensão,   a um Velho  Pensionista,  que  colaborou , com honra e dignidade, com  a sua própria  existência ,  trabalhando   pelo  esplendor , e progresso, da Pátria Portuguesa.



..
(continua).












domingo, 13 de agosto de 2017

LIVRO (Continuação) - pag. 9.

DOMINGO,  13 DE AGOSTO DE 2017.

Antes de mais,  ao sair de casa, esta manhã,  por volta das  8 horas, dei de caras com este impresso que estava colocado sobre o vidro do automóvel,  sobre o limpa pára-brisas, e reparei   que o mesmo sucedia  aos   restantes  automóveis, estacionados  ao lado...

Panfleto
.

Regressando a casa, após ter  sido servido,  no Café Kubo, o meu mata-bicho,  sentei-me  à  frente do computador, e iniciei,   com o  matraquear das  "letrinhas".  o presente  blog . Após ter ligado a televisão,  comecei,   como habitualmente, a estar atento  à  celebração da Missa Dominical.

Hoje é um  Domingo muito  especial, e querem saber porquê ? Embora se diga que o dia  13 simbolicamente é azarento,  durante o dia de hoje, toda a população  Olhanense, e restantes  regiões do País,  têm o privilégio de  festejarem  , gostosamente,   um  acto popular, anual,  que consiste em lhes ser proporcionado o que ha´de mais saboroso, e apreciável,  em matéria   marisqueira, considerada  a melhor do Mundo... Por isso,  estamos festejando, alegremente, o

                         FESTIVAL  DO  MARISCO  DE   OLHÃO...





Que bela  mariscada.., em  Olhão...


Portanto,  de acordo com o  que  a  " Grande Empresa de Olhão"  vem propagando através dos anúncios que estão sendo colocados (misteriosamente) nos para-brisas dos automóveis . este seria ´o tal  momento, apetecível,  para  se poder  apreciar a golodice ´das lagostas, camarões,  mexilhões,  e muitos  mais..

. Mas ( há sempre um "mas"  que, quase sempre,  vem   escangalhar  tudo !... Mas,  o "mas"  desta vez,   vem mas  é ´ dar   mais  alegria e satisfação aos nossos  desejos de divertimentos bastante saudáveis, como se  nota nas fotos aqui, acima,  reproduzidas..

                                      as célebres  anuais  mariscadas de Olhão...... 

Mas Olhão,  historicamente  denominada   por   Olhão da Restauração,   é uma cidade muito cultivada por um progresso devido ao renascimento das suas capacidades  em  todas as ´
 áreas, que a  conduziram a um elevado progresso, hoje reconhecido mundialmente,  como atestam as escolhas preferenciais por parte  dos Turistas como  também de  Famosos Proprietários de  Empresas de vulto, que aqui se vão  instalando ,tanto no  no ramo comercial , industrial  ou  agrícola. E... qualquer dia,  já depois dos meus  próximos  90 anos de idade.  quem me diz que não será  também  a exploração do próprio  petróleo (?)...

E o próprio "Caíque de Olhão" que  foi ao Brasil comandado por olhanenses. afim de  levar a notícia ao  rei  D. João VI, exilado, no Rio de Janeiro,  de que tinham corrido, daqui,  com os invasores franceses,  possibilitando ,  assim,  a independencia do nosso querido Portugal !...







O quê ?  Vem aí o petróleo,  tal como  me aconteceu, bem perto,  quando vivi em Angola ?!.. Não me digam ....
Caíque "Bom Sucesso"  - Recebido no Rio de Janeiro (Brasil)

Caíque "Bom Sucesso"-  Olhão.  ( Réplica do original)-  


  ( continua)...









´

´





                                               

.




.

sábado, 12 de agosto de 2017

LIVRO ( continuação) - pag. 8

A despeito da projectada desistência de começar  a escrever um Livro, conforme o desafio  transmitido pela  Internet,  cá estou de novo, a matraquear o teclado do computador, para mais uma "reflexão", com base no que vou lendo,  quando as condições de  saúde ainda o  permitem...


Como, aliás, ja o demonstrei  através de publicações  anteriores, presentemente aufiro , simplesmente, uma única pensão de Reforma, a  legislada no sector bancário,  que me dá a possibilidade de ainda  viver, com algum ligeiro  conforto. Exerci  funções de chefia contabilística, e directivas,   em  Angola,  num  Banco ( Banco Totta-Standard de Angola) em que fui  também protagonista na sua inauguração, e mais tarde ( decorridos 10 anos)  forçosamente " exilado", por razões inerentes à "Exemplar Descolonização".,  e que, também,  por razões de saúde. tive  que  vir cair, mais tarde,  de " paraquedas"  aqui em Portugal, onde, durante algum tempo estive, exemplarmente, a  trabalhar   em  algumas empresas em que prestei serviços contabilísticos, a inteiro contento dos seus Proprietários.  Acabei, porém, mais  tarde  por  ser readmitido como Aprendiz, e por força de um Despacho Ministerial, no Banco Pinto e Sotto Mayor, posteriorrmente Banco Comercial Português- MILLENNIUM- BCP ".  onde, decorrida uma certa actividade numa agência deste  dito  Banco, por motivos muito especiais,  fui " catapultado" para a situação de Reforma, com direito a uma simples  pensão, equivalente  ao salário minimo e redução de nível,   equiparado ao de um salário de  "Aprendiz da Banca"- É a única pensão que recebo. apesar de ter trabalhado  também noutras  empresas, tanto em Angola como em Portugal, nas quais descontava, mensalmente  para. o fim social, e que,  de nenhuma delas,  não    aufiro  sequer   um único centavo,,,

O meu actual rendimento de sustentabilidade  foi  legalizado à maneira  da Reforma  à  maneira  antiga,  e é este:

 Um exemplo:...


No entanto, durante a minha actividade laboral/profissional  exercida  noutras  Sociedades e Empresas de  elevado Capital  e constituição,  sempre tive o melhor acolhimento, e exemplar exercício,  de que possuo documentação comprovativa, como a  que de seguida reproduzo , como   por exemplo, da firma Nacional Rádio,  na altura propriedade do   Banco Pinto & Sotto Mayor.


                                   (Transcrevo, parte,  para melhor leitura...)
 
Não pretendo vir agora, aos 90 anos, armar-me em  "menino  prodígio " que atingiu o pico da "credibilidade" e "seriedade" , exercida ao longo da  sua vida, mas aqui vai um alerta...


Já  agora , aqui vai mais um grave problema, que considero extremamente grave...Vem publicado na imprensa o seguinte:



A classe "Sénior", segundo a minha maneira de ver e  analisar  as coisas,   é  a  que   mais  capacidade, tem,  dada as suas experiências, de poder   avaliar a sustentabilidade de vida que com os seu esforço  trabalho, irá deixar  uma herança,   ainda aproveitável,  para,  por enquanto,   se  poder viver em Paz e Tranquilidade

 Pois, considero que um euro para adicionar ao subsidio de reforma, é uma ofensa, e  um insulto,  aos que dela sobrevivem

Desculpar-me-ão  o gracejo... mas não é ,de maneira  nenhuma, com qualquer  sentido ofensivo!...

Se Salazar fosse vivo, até se ria desta "ratoeira vergonhosa " que se  pretende aplicar aos Velhotes"...

Tá?!...



sexta-feira, 11 de agosto de 2017

LIVRO (continuação) pag. 7

                                         Carta Aberta a uma Netinha....

Hoje, apeteceu-me dirigir uma Carta Aberta, à uma das minhas queridas Netinhas, a  que dá pelo nome de SISSI, que,  na realidade,  se chama Ana Teresa..

Faço-o  pelo seguinte motivo ...

Ao dar a minha habitual  voltinha, pela manhã, ao dirigir-me à esplanada do Café Kubo, afim de tomar o habitual  chásinho com meia torrada. uma pequena  e bonita  avezinha  rodeou-me e  tentou apoiar-se  num dos meus ombros.  Achei muita graça e  entretanto afugentei-a.   Isto fez-me   causar   uma certa emoção, e, relembrei-me da minha querida neta, Sissi,  que trabalha em Lisboa, num Centro Comercial  em que se negoceiam, entre outras coisas , aves raras.

Esta minha Neta,  hoje  eximia Doutora, -  tal como as restantes -   quando de formou, ofereceu-me  um Livro, ( de que anexo uma fotocopia, da capa),  em que  no   meio de uma   das paginas  interiores,   vêm escrito  seguinte, além de outros.




AGRADECIMENTOS.

"... Ao meu avô. que.  com 84 anos. é um activo bloguista e presença assídua  no Facebook.
Obrigada por me ensinares que nunca é tarde para iniciarmos uma nova aventura.
                                                            ... obrigada por todo o  apoio . 

Mais tarde, esta minha Neta,  a quem eu lhe confessara que ia apanhando as penas que encontrava na rua , durante as  minhas passeatas,    como sinal  de adoração,  e futura  criação monumental,   recomendou-me que  parasse  de o fazer,  porque entre as penas colhidas, poderiam existir algumas portadoras de doenças.

É o que irei  cumprir, após ter tirado a foto seguinte:


A montanha das penas deixadas pela passarada...
Linda  Doutora.....


    Do avôsinho,,  Armando,
 que em breve virá a ser  BISAVÔ,
mas por  via de outra  Netinha !....   






 



.


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

LIVRO (continuação) pag. 6

Relato histórico  de uma feliz e milagrosa   coincidência ...

Não me recuso em vir repetir um acontecimento que em Angola considerei ser  milagroso...

Viviamos nessa altura em Luanda ( Angola) ,  num bairro onde  onde foi  construída a vistos  Igreja da Sagrada Família,  no chamado Bairro do Café,  no Largo João Fernandes Vieira, 37.  onde tinha um barquito  que aos fins de semana era  atrelado ao nosso  automóvel Morris, . a caminho da Barrra do rio  Cuanza, onde metiamos o barco na agua e começávamos a  pescar os belos peixes existentes nesse caudaloso  rio angolano.

O nosso barquito com que iamos à pesca.. Estão aqui o Lito e a Paulinha,  jovens Estudantes  encantadores.....

Claro que os nossos Filhos não nos acompanhavam nessa actividade de pesca  desportiva na perigosa  corrente marítima, nesse famoso rio angolano.    Os filhos,  Paula e   Lito, apreciavam mais a praia, para onde seguiam,  após a nossas partida. a caminho da pescaria.  Estávamos, portanto, no tempo do calor,  que em Angola é insuportável.

A foz do Rio Cuanza, para onde nos dirigíamos  pela estrada fora, ficava a uma distância de cerca  60 quilómetros da nossa  residencia,

Chegados ao ponto  onde descarregamos o barco para a superficie das águas tormentosas do rio,  me temo-nos dentro do pequeno navio e partimos  no sentido   da nascente,  depois de termos posto as canas de pesca  preparadas para fisgar o primeiro pargo que  se aproximasse   dos  respectivos  anzóis.

Decorridos mais ou menos  5 milhas a subir pelo rio,  confrontando a forte corrente contrária, heis que uma das canas  verga ao peso de um  peixe que ficara preso ´a amostra.  Para  facilitar a recolha do gigante pargo,  desliguei o motor do barco, e iniciamos a luta recolhedora do pescado.

Feita a matança  e acomodação a bordo, deste peixe,  peguei no arranque do motor do barco, para continuarmos a pescaria, sucedeu que o mesmo não pegava. Pedi a minha companheira pescadora, ( a minha saudosa Mulher, Alvarina Teresa,que  me chegasse  remo, que estava debaixo dos bancos,  afim de  desviar  o barco para junto da margem  do rio, e aconteceu que este se partiu,  não tendo servido para nada.

A minha querida Mulher até partiu  um  braço nessa operação de, com o remo,  paralisar o barco que já se desviara no sentido contrario à força da  corrente, encaminhando-nos, por isso, de termos   de ficar à deriva, por falta de condução motorizada.

Por ausência de qualquer tipo de socorrismo ,  a partir do momento em que  comecei a sentir a nossa   rápida  aproximação , e  à deriva, no direcção das perigosas ondas, na  foz do rio,  que já´se começavam a ouvir, à distância,  dirigi. : em voz alta, à minha saudosa Mulher, (Alvarina Teresa) que se sentia perdida, mais ou menos as seguintes palavras:.

"Dinha,  reza e faz uma prece   dirigida a Nossa Senhora de Fátima  que nos socorra e que nos salve de morrermos aqui na foz do rio...

Quer se acredite, ou não, ( agora depende da  interpretação , que cada um  queira dar a  seguinte  coincidência),  de imediato, e já a caminho da perigoss  junção do  mar com as aguas fortes  do Rio Cuanza,  comecei a sentir um desvio  no sentido à margem oposta, do rio,  e  forte ventania,  que nos conduziu a um   local  mais  tranquilo  e sossegado,  que  possibilitou que, alguns pescadores,  que nos estavam  vigiando  de terra,  se aproximassem,  mais facilmente,  do nosso barquito,  salvando-nos assim,  de um grave  acidente,   presumivelmente  mortal.

Os pescadores que de terra nos iam  vigiando ,   na maior  eram pretos.

No dia seguinte, dirigimos-os à Igreja e rezamos a Nossa Senhora, pois consideramos termos  sido salvos milagrosamente ,

Foz do Rio Cuanza,  com ondulações gigantescas. - Angola.
.
Angola - Rio Cuanza.- Concorrentes na pesca...



Foz do Rio Cuanza- Angola.- onde iamos morrendo !...

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA-- Salvadora.

À pesca no Rio Cuanza - Angola

Brevemente mais contos para o nosso projectado LIVRO !....





quarta-feira, 9 de agosto de 2017

LIVRO (Continuação) pag. 5

                                                                 PORTUGAL

Um dos primeiros passos, em liberdade, teve lugar, na  altura,  portanto, já´depois de ter sido  "transferido" para a situação de Reformado  (Bancário), foi  de ter   publicado  um anuncio, num jornal local, ao qual, dias depois recebi uma resposta,  que em certa medida me agradou.

A VERCOOP -  União das Adegas  Cooperativas da Região dos Vinhos Verdes, perto de Santo Tirso, Agrela,  precisou de um Colaborador que desse conta do descalabro que se estava  a derramar em matéria financeira e administrativa. Nessa altura eu residia no Porto, Pedras Rubras ( Urbanização do Lidador) e, como tinha carro disponível , aceitei  o  compromisso de l lhes  ir  ajudar a endireitar o que estaria torcido.  Foi uma terra que eu muito apreciei, pois quando fiz várias visitas  outras localidades, a Norte do País,  onde  o  Vinho Verde era  um  tesouro quase que universal,  tive a oportunidade de apreciar   o que Portugal tem de magnifico em paisagens florestais.-  Espectacular. !

Há sempre um  "mas".. nas  coisas que nos pareciam belas... e aqui houve pelo menos um inesperado "ms"....

Em 4 de Dezembro de 1983,  subscrevi uma  carta  dirigida à Direcção da Vercoop,  anotando que tendo em consideração que em Assembleia Geral Ordinária de 28  de Outubro de 1983 condicionei a minha assinatura no próximo Balanço de 1983 à ressalva da exactidão dos valores transitados  para  o corrente exercício e que as posições que v. Exas acabam de assumir em resposta as minhas solicitações de meios para regularização de serviços me retiram os elementos de que necessito para o exercício das minhas funções,  rescindo, assim o meu Contrato Individual de Trabalho, pois  so dou valor ao que é digno, honesto e sincero. Ignoro o que se passou depois da minha  rescisão....

Novas situações se criaram após a mudança  de residência para a zona Algarvia,  e, mercê de opiniões de Gente Amiga,  continuei a prestar colaboração e exercer  actividades laborais    com quem  necessitava de ser ajudado. Possuo documentação comprovativa da lealdade, honradez e dignidade, com quem  sempre me comportei,  perante a flexibilidade da Natureza  Humana.

Foram, estas as principais  entidades  a quem  cheguei  prestar, temporariamente,   serviço profissional , mesmo depois de  reformado,   auferindo, no entanto poucas e ligeiras compensações   de ordem  monetária... na maioria  quase que ao preço de um simples café..

                             - M 7 Pastelaria. - Café Fonseca,  Lda. Faro.
                             - Carbonyl- Tintas, de Vasco Alexandre,  Pereiro - Torre de Natal.
                             -  AR - Proalgarve Investimentos - Antonio Rita- Vila Real de Santo Antóniio.
                             -  Grupo Naval de Olhão - ( Fiz parte da Direcção) .
                             -  Estaleiro de Sabino - construção de barcos mat. plástica  - Olhão.
                             -  E poucas mais....



Politicamente,  a  certa altura,  vivendo  já em Olhão, para   além de uma candidatura pelo Partido de Solidariedade nacional , PSN,   houve a eleição para deputado à Assembleia da Republica, em Portugal conforme o Edital do Govêrno Civil do Distrito de Faro, editando a lista dos que foram definitivamente admitidos à eleição para a ASSEMBLEIA DA REPUBLICA,  datado de 30 de Agosto de 1995,  cujo meu nome e da Alvarina Teresa ( minha estimada saudosa Esposa, vêm bem expressos.

No dia da votação, contabilizaram-se -se muitos  e muitos votos neste nosso Partido, votos que, na sua maioria eram  provenientes de " Retornados", que,sabendo que tínhamos vindo de Angola,
  mantinham  esperanças de virmos  ser eleitos, pois,  acreditavam na  melhoria  de vida propagandeada nas nossas  intenções  eleitorais.  Foi eleito apenas um candidato, desta nossa Lista..

No momento em que escrevo este blog,  estou aguardando a confirmação da   noticia de  que em breve  serei  eleito BISAVÒ... Já agora, um pequeno historial  sobre aqueles a quem  deixarei as heranças...

Num luminoso e confortável dia 23 de Setembro de 1955, pelas 23 horas, a paciente Mãe, ( Alvarina), no seu quarto de dormir, depois de ter solicitado às visitas  lá em casa. no bairro da Samba, Luanda, que recolhessem  âs suas residências, teve as suas primeiras dores de parto anunciando um parto  eminente, que assistido pela amiga enfermeira D. Júlia e pelo Pai, veio ao Mundo,  um encantador bebé, que sorridente, deu os seus  primeiros  sinais de boas-vindas à digna assistência.
        
  - Esse bebezinho, hoje, uma linda e encantadora  Mãe, dá pelo nome de ANA PAULA.

Um ano depois, numa clínica em Luanda, Casa de Saúde Dr. Machado Faria, assistido por um competente Médico, já  à noitinha, em 29 de Agosto de 1956, nascia um outro lindo rebento do sexo masculino, que mereceu alguns cuidados quanto a gestão maternal, e...

Esse novo bebezinho, hoje um  vistoso Papá, casado, de olhos verdes,. em vias de ser Avô,  dá pelo nome de  ÁLVARO MANUEL.

Com o espraiar de muitas auroras, da primeira nascera a ANA CLÁUDIA (SUSSU).  depois a ANA TERESA ( SISSI)   e seguidamente a ANA CAROLINA,  e do segundo filho (Álvaro) veio ao Mundo a linda e encantadora  MARIANA.

Pois bem...

Tem sido minha intenção,  substituir estas " palhaçadas da vida "  para  que em vez de fazer blogs, via Internet, igualar-me em editar em  Livro,  como o que de seguida reproduzo, que é um valoroso trabalho de quem  foi ilustre  Presidente  da Republica Portuguesa.( Anibal Cavaco Silva).


 Mas, há sempre um "mas" a complicar o sistema pretendido...editar um LIVRO , como o que a Net propõe, conforme publica,,,,
 Não é fácil, como julguei ....

 Por isso, continuarei a utilizar o sistema de   emitir  blogs e reproduzi-los  pela forma que sempre utilizei., ou seja, via facebook..  Contudo, limitar-me-ei,   a utilizar o sistema que , certamente,  virá a satisfazer a curiosidade por parte do Estimados Leitores -  a impressão  digitalizada na versão  generalizada:
                                                            TRIBO  TOTTIANA

..
Universal...

Particulares...
Voltarei, de novo, pois  vou  dar arrumação à montanha de papeis , documentos, e  fotos, que háo de servir de base para futuros "  relatos  históricos "., interessantes, .. via bloguista...

Arquivos secretos...
 Tá?!...